sábado, 4 de outubro de 2008

Pouco a pouco... pouco a pouco

É típico dizer: “o que eu vejo”, ou “o que eu acho”, ou “de acordo com o meu ponto de vista” ou “eu não acredito nessas coisas”, “não acredito que seja verdade”. É tudo sinónimo da mesma coisa e é o resultado de um processo mental que aconteceu muito rapidamente e que produz uma conclusão: “é possível” ou “não é possível”; “vamos fazer isso” ou “não vamos fazer isso”. Se não acreditarem gravem tudo o que dizem durante um dia e vão ver que dizem “eu penso que...”, ou “eu acho”, etc, etc, etc, e irão ver que estas são as palavras mais repetidas. 

O importante disto tudo é que o que vocês acham é oque vos vai levar a agir de determinada forma. E aqui entra a emoção. 

É assim que funcionamos. Alguém diz uma coisa e nós “o quê? Ele insultou-me?”. Analizamos o que a pessoa disse, juntamos o nosso pre-conceito (as ideias que já tínhamos formadas) àcerca daquela pessoa e decidimos “aquilo foi um insulto”. É assim. “ele chamou-me gorda” e o que ele disse afinal foi “olá vizinha”. “mas ele disse isso com segunda intenção!” ... “mas ele só disse olá viziinha!”, “não não, ele insultou-me!”. Não é assim que acontece? Já aconteceu algo parecido com vocês? Comigo já. Não tinham qualquer má intenção e o outro ficou chateado? 

Voltamos então à acção. Como iniciar a agir numa determinada direcção? Simples. Cria uma Meta, traça um Plano, põe em Acção. O problema é que muitas pessoas saltam a parte do meio. O Plano requer Estudo. Principalmente no caminho do sucesso o estudo temum papel fundamental. Como vamos fazer, como poderemos conseguir, quais as melhores maneiras, ferramentas e veículos. Depois destes pequenos/grandes detalhes já podem traçar o vosso plano de acção. Assim sim! Podes planear a tua vida e o que vais ter nos próximos dez anos. E depois de tudo claro, pões em prática. E vais agir de acordo com o que dizes e fazes ou de acordo com o que deixas de fazer e dizer . O que não dizes e não fazes também afecta a tua progressão. Cada acção trás o seu próprio efeito. Acções pequenas trazem efeitos pequenos e acções grandes trazem efeitos grandes. Por isso o caminho do sucesso é tão simples: Não importa que faças pouco, o que importa é que faças todos os dias, todos os dias, todos os dias. Entendido? Assim, por aquilo que fazes todos os dias acabas por conseguir uma grande acumulação do que quer que seja que andes a fazer. Se estiveres a seguir um bom plano para o sucesso financeiro terás o teu sucesso financeiro, ainda maior do que esperavas, mas se não tens plano nenhum vais com toda a certeza em direcção ao fracasso, por falta de consistência nas tuas acções, grandes e pequenas, de todos os dias. 

Quando entenderem isto, não só entenderem mas assimilarem verão que o caminho é muito fácil. É como fazer somente algumas flexões todos os dias. Com o passar do tempo isso converte-se em muita massa muscular e muita força. Ou podem ler uma página de um livro todos os dias, um pouquinho, até somente um parágrafo, mas passa o tempo e de repente já leram um livro gigante. Vão adquirindo informação todos os dias e chega uma altura na qual se tornarão sábios.


Rui Gabriel

_______________________________

www.omeunegocio.com/candidatura

Sem comentários: