quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Aceitação de ti mesmo

Tens de aceitar a tua própria história. “Estou a ir para onde? Onde é que eu errei?” Tens de aceitar estes erros e aceitar também o que funcionou.

1- De onde vem a informação sobre ti próprio? Da tua própria experiência, da tua própria vida. Os gregos diziam: “Conhece-te a ti mesmo”. És impontual? “Quem? Eu? Não, isso não é verdade!” Em vez disso, talvez sejas mesmo impontual e deves dizer com sinceridade: “Sim, sou impontual.” Acordas tarde? “Sim, é verdade, eu acordo tarde. Mas agora que eu percebi esses erros, vou corrigi-los!”. Olha, estás gordo! “Eu? Gordo? Não! Eu não!”. Não deves fazer isto. O peso em excesso não é uma questão de opinião. Pesa-te e admite se tiveres peso a mais e corrige. Tens de saber quanto medes, de estás gordo ou magro, se a tua aparência é boa ou não. Isto são coisas que tens de saber porque deste conhecimento e aceitação partem as correcções que tiveres de fazer. 

És pobre? “Eu? Não! Tenho andado um bocado atrapalhado, mas pobre? Não!”. “Fracassado eu? Não! Não me considero fracassado!”. Sabes o que é melhor? Que te consideres fracassado, e pobre. Eu tive de aceitar isso antes de poder mudar! Eu morava onde moravam os fracassados, o meu carro era como os carros dos fracassados, comia onde comem os fracassados, a minha conta bancária era igual às dos fracassados, a minha aparência era a de um fracassado, a minha mentalidade era a de um fracassado. Eu tive de aceitar tudo isto. E uma vez que descobres e aceitas tudo isto o que acontece? Tens a possibilidade de dizer: “eu vou tornar-me uma pessoa de sucesso! Eu mereço estar aí. Mereço chegar lá e vou conseguir! O que é que tenho de fazer?” Com esta pergunta começa o teu caminho. “ok eu sou gordo.” Óptimo, agora vamos ver como é que podes ficar magro. “sim, é verdade, eu não tomo banho todos os dias e isso está a prejudicar o meu negócio. Já não tenho clientes porque o meu cheiro não é agradável.” “Sim, é verdade, mas tudo isso vai mudar. Eu arranjo desculpas para não participar nas reuniões de aprendizagem e penso que engano o meu patrocinador, penso que ele acredita no meu pretexto, mas a única pesoa que se prejudica sou eu mesmo. Vou parar com isto, vou levar a minha vida a sério”. 

Uma vez que tenhas percebido os erros tomas a decisão de mudar o que for necessário para corrigires a tua situação. Nota bem: “Mudar Tudo o Que For Preciso”. Sabem que há pessoas que perguntam a mesma coisa que explicam os livros, nos blogs e nos audios e videos de treino. E eu pergunto “não estudaste o material?” e elas respondem “eu sim!” Que estranho, se estivesses comprometido a fazer tudo o que é preciso fazer, saberias as respostas ao que estás a perguntar! “Não estiveste no curso este fim de semana?” “Sim, estive!” Mas que estranho! e daí talvez não tenhas estado, ou tenhas estado distraído.Não é assim? “Mudar Tudo o Que For Preciso” significa aceitar o que és e o que fazes, ser honesto contigo mesmo e a seguir tomar providências para mudar as coisas. 



Rui Gabriel

_______________________________

www.omeunegocio.com/candidatura

Sem comentários: