terça-feira, 25 de novembro de 2008

Contágio

Onde estão as pessoas de sucesso de quem poderemos aprender? Estamos rodeados delas. O problema é que nem todas estas pessoas fazem cursos e palestras, nem todos dizem: “ok, senta-te aqui que eu vou-te dizer o que fiz para ter sucesso.” Este é o problema. Ou então não tens acesso a eles, as casas deles têm guardas que não te deixam entrar, eles andam com guarda-costas que não te deixam aproximar. Não consegues observá-los de perto para ver o que eles fazem: “eles fazem exercício? Eu também vou fazer. Eles leem livros? Eu vou ler também.” Não seria isso ideal? Seria sim, mas eles não deixam.

Faz estas perguntas fundamentais para a tua vida:

1-      “Quem é que eu escolho para estar perto de mim?” A maior parte da minha vida quem é que está junto de mim? Com quem falo? São pessoas de sucesso ou são pessoas fracassadas? Tomem nota: o fracasso é contagioso. É como uma gripe. As ideias do fracasso são contagiosas, os hábitos, os costumes são contagiosos. Vais para o norte, daqui a pouco vais falar como? Com o sotaque nortenho. Acredita! Se fores para o sul daqui a pouco estarás a falar com o aquele sotaque. Vai ser assim, é assim que acontece. Isto é extremamente importante: “De quem me rodeio e com o que é que eles me estão a contagiar?” É que este contágio é normalmente bastante inconsciente e muito subtil. Subtil mas poderoso.

2-      “O que estão essas pessoas a fazer comigo? Como influenciam as minhas escolhas? O que é que eles me fazem comer? O que é que me fazem pensar? O que me fazem dizer? Onde é que eu vou por influência deles?“. É que se te juntares com religiosos, eles vão levar-te para onde? Para a igreja, não é verdade? Se te juntares com jovens da noite eles vão levar-te para onde? Para as discotecas e para os bares. Se te juntares a atletas, eles levar-te-hão onde? Para o ginásio, ou para o parque para umas corridinhas. Se te juntares com empresários, vão-te levar para onde? Para o trabalho. É assim! Eu não estou a dizer que todas as pessoas que te rodeiam estejam erradas, mas tu tens de saber o que é que está a acontecer. Certo? É que, se aquele está a ler um livro que o entusiasma, vai dizer de quê? “Tens de ler este livro!” Se o outro anda a ouvir umas gravações, vai dizer-te o quê? “Ouve estas gravações.” Se mais alguém lê informações importantes num blog ou num site não irá recomendar esses sites aos seus melhores amigos? E, destes, muitos irão ler ou ouvir ou ir a algum lugar por recomendação de outros. É deste contágio que estou a falar. Deixa-te contagiar por este tipo de pessoas: pessoas positivas que estão a ir a algum lugar. As informações com que te contagiarem são boas para ti, deixa que te contagiem, que engordem o teu cérebro com mais conhecimento. Obviamente as pessoas que nos rodeiam irão dar opiniões e grande parte do contágio vem sob a forma de opiniões. E estas opiniões são o resultado das avaliações feitas por essas pessoas, o que elas acham, ou opinam. Deixa que te diga uma coisa: Para seres uma pessoa que ganha um milhão de euros, para mereceres que te paguem um milhão de euros, não precisas ser perfeito. Não tens de ser o super-homem! Não. O problema é não conheceres o sistema. Pensas: “bem, eu tenho um monte de defeitos, será que eles irão impedir-me de ser rico?” lembra-te daquilo a que se chama o “milionário comum”. É um milionário e é uma pessoa comum! Chegam a milionários comuns quarenta pessoas todos os dias. É verdade! Não tens de ter somente virtudes e nenhum defeito! Eu não vou dizer que nunca perco tempo a ver televisão. Não é verdade! Eu vejo televisão. Eu tenho uma vida normal. Só que eu já percebi quais os botões que tenho de carregar e nunca os posso descurar para continuar o fluxo de dinheiro que tenho sempre. Quais são esses botões? São que tenho de fazer tudo perfeito: as reuniões, os treinos e formações, cada detalhe do meu trabalho. Sabem que às vezes aparecem amigos lá em casa e dizem-me : “não acredito que estejas a ver televisão! E ainda por cima uma novela!” Sim, estou, é verdade. Eu vejo televisão. Mas também leio os livros, ouço as gravações e carrego todos os botões necessários para fazer crescer o meu negócio. Ouço as notícias? Sim, mas não deixo que me contagiem. Ouço falar da crise mas não penso “Oh meu Deus! Agora ninguém vai querer comprar os meus produtos!” não, eu não me deixo contagiar pelas notícias negativas. Eu também escuto as opiniões das pessoas, mas não me deixo contagiar, eu não acredito nelas. Alguém ainda ontem me veio dizer: “isto está muito difícil! Ninguém quer comprar estes produtos!” e eu respondi: “Não é verdade. O que se passa é que tu acreditas nisso e não falaste com suficientes pessoas. Começa a falar e vais ver.” Outro diz: “é impossível construir uma organização”. Não é verdade! Só tens de ir a todas as reuniões e continuar a convidar pessoas e vais ver que recrutas um monte de gente.” Não vêm cinquenta por dia, mas em todo o caso irás construindo a tua organização.



Rui Gabriel

_______________________________

www.omeunegocio.com/candidatura

Sem comentários: